Teste de componentes em Fontes Chaveadas

O acoplador óptico e o regulador de tensão ajustável de precisão LM431 (ou suas variantes) são dois componentes de presença obrigatória em toda fonte chaveada.

Sendo assim, dependendo do defeito que a fonte esteja apresentando, o teste destes dois componentes em fontes chaveadas passa a ser também uma questão obrigatória para o reparador.

Alguns poderiam defender ou argumentar que por se tratar de componentes muito baratos melhor seria trocá-los em vez de “perder tempo” testando-os.

Contra argumentando esta ideia, quem me segue há algum tempo já sabe que não sou adepto do reparo a moda “vai trocando peça até ver se funciona”.

Por outro lado, não fosse apenas o prazer quase orgástico de descobrir a peça defeituosa através do teste de componentes em  fontes chaveadas (neste caso) tem uma outra questão que não deve ser menosprezada: – correr o risco de trocar uma peça que estava boa por uma ” novinha”, mas que não funciona simplesmente porque é fake, para usar o termo da moda.

Aqui abro um parêntese para comentar, como curiosidade, que “peça falsificada” em inglês é designada por counterfeit cuja tradução pode ser imitação.

Voltando ao teste de componentes em  fontes chaveadas, no meu e-book Testando Componentes Eletrônicos eu apresento dois JIGs para testar o acoplador óptico e o LM431.

Neste post vou mostrar a montagem dos dois JIGs em uma placa de circuito impresso padronizada do tipo conhecido como “mar de ilhas” pois, considerando a simplicidade dos circuitos não vale a pena perder tempo fazendo placas.

No e-book eu apresento uma solução simples para testar o regulador LM431 na própria placa do aparelho que está sendo reparado.

Entretanto, resolvi incluir o teste do LM431 neste JIG por duas razões:

  • Talvez você esteja querendo testar reguladores que foram retirados de sucatas.
  • A inclusão de mais uma facilidade no JIG era tão simples que valia a pena fazer o “dois em um”.

O circuito do JIG de teste

Na fig. 1 eu reuni os dois circuitos de teste apresentados no e-book para facilitar o teste destes dois componentes.

Fig. 1 – Circuito para teste de acoplador óptico e LM431

Optei por usar baterias de 9V em lugar de fontes para simplificar o projeto. Além do que, não custa lembrar que quisesse utilizar fontes obrigatoriamente teriam que ser duas pois, elas precisam ser independentes.

Na parte de cima, em preto, temos o testador do acoplador óptico e na parte de baixo, em azul, vemos o circuito do testador do LM431.

Na fig. 2 você com ficou a montagem final.

Fig. 2 – Monatagem do teste de acoplador óptico e LM431

No vídeo a seguir eu mostro como utilizar o JIG.

Se gostou deixe os seus comentários (se não gostou também).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × um =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.