Metas para 2021

Vou aproveitar minha mensagem de fim ano para os leitores do blog, ou para quem chegar de repente, e matar duas baratas com uma chinelada só.

Afinal, esse negócio de matar coelhos (frangos, patos, bois e outros bichos) não é mais politicamente correto e já está na hora de se fazer alguns ajustes nos ditos populares.

Então, aproveitemos o chinelo para sua segunda utilíssima utilidade (desculpem a redundância) que é, matar baratas, além de proteger os pés, pois também não deve mais ser usado para bater em criança.

Não vou ficar repetindo aquela história da vacina, até porque, o Ministro Logístico já pediu para todo mundo “parar de ficar ansioso” e garantiu: – a vacinação começa, com certeza, no dia 30 de fevereiro de 2021!

Ministro, não existe 30 de fevereiro, só 29 e assim mesmo em ano bissexto como 2020.

Tá bom, eu não sabia, vou falar com “meu chefe” para editar uma Medida Provisória e criar o dia 30 de fevereiro de 2021 e pronto.

Ele vai gostar da “estratégia logística” e aproveitando que o Congresso está preocupado em garantir o futuro (deles) a boiada passa direto.

O que mais vocês querem para 2021?

Emprego? A lenga-lenga de sempre!

Isso fala com o “posto Ipiranga” que ele resolve, daqui a duas semanas.

Dinheiro no bolso?

Vai trabalhar vagabundo. Mas, não tem emprego, presidente!

Não tem por que vocês não têm um amigo no centrão.

E para de ser comunista e ficar pedindo emprego!

Acho que já esgotei o estoque dos clichês de Feliz Ano.

Não mandei ir à praia pular sete ondas porque as praias estarão fechadas (estarão mesmo?) e falar para comer arroz com lentilha é maldade, considerando o preço do arroz.

Já matei uma barata, ou melhor, os principais itens da lista de pedidos para a virada do ano.

Agora, vamos para a “segunda barata” a das metas: – “em 2021 eu quero ser técnico em eletrônica” 

Toda hora recebo e-mails de leitores do meu blog ou assinantes do meu canal no you tube perguntando o que fazer para se tornar técnico de reparação de produtos eletrônicos.

Como estamos virando o Ano e querendo “renovar as esperanças” julguei que seria um bom momento para falar do assunto e até preparei uma “cartilha” para ajudar os interessados.

Já escrevi vários artigos no meu blog dando dicas sobre o tema, mas ficam perdidos no meio dos 290 posts publicados (até hoje) e aí tenho que ficar respondendo um a um.

A partir de agora (minha meta para 2021) quem perguntar, o que devo fazer para ser técnico, eu mando a cartilha e pronto.

Então, vou tentar atender os desejos de quem pretende arrumar uma profissão em 2021 para tentar pagar as contas.

Cartilha com dicas para quem quer se Técnico Reparador em Eletrônica (adaptável a outras profissões)

Repare que eu estou me referindo a “Técnico Reparador”.

As escolas técnicas, em geral, não formam Técnicos Reparadores até porque seria inviável dentro da diversidade de equipamentos eletrônicos que existem.

Então, formam o que?

Na melhor das hipóteses, “formam” um Técnico Projetista. É muito mais fácil projetar que reparar.

Então, não vale a pena fazer um Curso Técnico?

Vale e deve ser feito e você irá entender porque se continuar a ler os tópicos abaixo.

Começarei com um que pouco gente ou, talvez ninguém, deve valor, mas eu considero essencial.

  • Ser um bom observador, ter um olhar bem aguçado. Uma maneira de praticar isso é com o Jogo dos 7 erros. Se não o fez quando era criança nunca é tarde para começar!
  • Ter um bom conhecimento teórico e conceitual de Eletricidade, Eletrônica e Matemática Aplicada.

Eu disse: – Matemática Aplicada e não aquele lero-lero que tentam lhe ensinar, na maioria das vezes, sem mostrar a conexão da matemática com o mundo. Aqui pode entrar o Curso Técnico.  Mesmo que ele seja “mais ou menos”, alguma coisa ficará na sua cabeça para servir de base.

  • Ler artigos e assistir vídeos, de boa qualidade, que tratem de reparação de equipamentos. Eu disse: – vídeos de boa qualidade. No you tube tem algumas coisas boas, mas a maioria, se um gato cheirar vai querer jogar terra em cima! No meu e-book Sherlock Holmes e a Oficina de Reparos em Eletrônica eu falo sobre isso na apresentação e descrevo o passo a passo com a solução de dez casos mostrando como a teoria serviu de subsídio para encontrar o problema.
  • Não pense em começar reparando aparelhos sofisticados e de última geração. Uma boa maneira para começar a praticar é tentando com aparelhos abandonados na casa de seus parentes e amigos ou até encontrados nas esquinas.

Todo cirurgião começa praticando em cadáveres, sob a supervisão do professor, depois passa para a observação real em vivos para finalmente ser julgado apto a começar fazer cirurgias com baixa complexidade. No reparo de equipamentos eletrônicos é a mesma coisa. Comece com os “cadáveres”. Já pensou “em matar” uma smart TV de cinco mil reais?

  • O que você não deve fazer nunca – Procurar “dicas” na Internet de como consertar isso ou aquilo. Você vai encontrar muita gente (ou quase todo mundo) dizendo troque a peça x ou y sem explicar por quê. Fuja destes “curandeiros”. Se alguém está dizendo para trocar uma determinada peça tem que explicar o motivo, senão é adivinhação e sorte, que, às vezes, pode se transformar em azar!
  • Não parar de estudar nunca. A tecnologia segue em ritmo avassalador. Eu ainda continuo estudando depois de mais de 50 anos de profissão. Muitos circuitos com que me deparo atualmente eu não aprendi no EXCELENTE curso técnico que conclui em 1968. Mas, a sólida base teórica que recebi dos professores Paulo Mendes de Eletrotécnica, França de Eletrônica e Paulo Baptista de Oliveira de Matemática, para citar os principais, me forneceram o que eu precisava para ir descobrindo, ao longo da vida, uma parte do  novo mundo da Eletrônica.

Espero que esta cartilha com seis tópicos básicos responda as dúvidas de quem quer ser Técnico Reparador como meta para 2021.

É isso e que venha 2021, com vacina e antes do dia 30 de fevereiro (seria cômico se não fosse trágico)!

Por enquanto, se puder, fique em casa e se não puder não esqueça de usar máscara, mas no queixo não vale.

Ah! Você ainda quer ser técnico em 2021?

A caminhada é longa, mas se não começar a caminhar vai ficar só na vontade, nas promessas “para o Ano que vem”, que a gente faz na virada e depois esquece!

Antes de fechar este post preciso fazer algumas reflexões e, quiçá, pedir algumas desculpas.

Comecei o post tentando fazer alguma graça e assim o conduzi com uma ironia mordaz para aliviar a pressão sobre um ano que não teve a menor graça, principalmente para os que perderam seus entes queridos.

Tudo que se diga ou tente a dizer a quem perdeu alguém que lhe era muito caro acaba por cair no lugar comum dos clichês já conhecidos.

Nestas horas o silêncio talvez diga mais que mil palavras.

A eles fica aqui o meu minuto de silêncio.

Entretanto, quero deixar também o meu silêncio barulhento, como um grito de repúdio àqueles que, conscientes dos atos desastrosos que tomaram, levaram tantas famílias a sofrer antecipadamente por suas perdas irreparáveis.  

Muitos não tiveram escolhas, precisaram ir em busca da COVID-19 para não morrer e não matar sua família de fome e acabaram partindo antes da hora.

Outros tinham e têm escolhas de não ser um disseminador de vírus, mas optam deliberadamente por ser uma espécie de sociopata coletivo no estilo “não tô nem aí”.

Se a vacina contra o coronavírus vai demorar a chegar por aqui, a vacina contra a estupidez “humana’ talvez nunca chegue em lugar nenhum do mundo e teremos que conviver com este mal eternamente e da melhor forma possível.

Paulo Brites

Técnico em eletrônica formado em 1968 pela Escola Técnica de Ciências Eletrônicas, professor de matemática formado pela UFF/CEDERJ com especialização em física. Atualmente aposentado atuando como técnico free lance em restauração de aparelhos antigos, escrevendo e-books e artigos técnicos e dando aula particular de matemática e física.

Website:

4 Comentários

  1. cicero alvares da silva

    oi professor estou aqui mais uma vez lendo seus post que eu gosto muito um abraco e um feliz ano novo cheio de muita saude e paz e que continue compartilhando o seu saber com os outros ate sempre.

    • Paulo Brites

      Valeu Cícero.
      Com certeza, tenho planos para 2021
      Logo no incio vai ter um post sobre o futuro de reparção e novos mini cursos que estou preparando.

  2. Paulo bom ano novo ,para todos tambem do site e para aqueles que estao querendo ser eletronicos .
    Venho a tempos vendo a dificuldade dos orçamentos e ja parei para pensar mas como tenho a eletrica para tirar uns trocados do bolso vou levando a trancos e barrancos e vamos indo para o mundo do joga fora e compra outro e para os que tem grana,se cuidem turma o bicho e perigoso e mata as vezes nao ,bom ano novo a todos.

    • Paulo Brites

      Obrigado pelo retorno
      Sobre “joga fora e compra” vou pubica um post bem interessante em janeiro, mostrando que começa a acontecer na Europa.
      Figue que olho
      Abraços e Bom Ano que se inicia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *