Revista Antenna Março 2021

Já está disponível aqui no site a edição de março da Revista Antenna.

Este mês com uma novidade, consegui trazer para ela o meu paceiro dos velhos tempos de Embratel e da Revista “em papel” lá dos anos 80.

Os leitores daquela época devem lembrar dos “Projetos do Alex”. Pois é, o João Alexandre da Siliveira começou este mês a escrever sobre Arduíno e vem mais por ai.

Eu continuuo com meus flashbacks, desta vez com O primeiro VOM a gente nunca esquece”.

E tem mais coisa boa. Dá só uma olhda no sumário.

Paulo Brites

Técnico em eletrônica formado em 1968 pela Escola Técnica de Ciências Eletrônicas, professor de matemática formado pela UFF/CEDERJ com especialização em física. Atualmente aposentado atuando como técnico free lance em restauração de aparelhos antigos, escrevendo e-books e artigos técnicos e dando aula particular de matemática e física.

Website:

4 Comentários

  1. Claudio MARCONDES Dionesi

    Muito boa a idéia de voltar as edições desta revista pois sou do tempo em que as adquiria nas bancas de jornais. Observei a qualidade dos artigos na ediçao de maio,aonde constatei a qualidade de seu conteúdo.
    Como sou do tempo do papel,caso venha a ser impressa desejo efetuar um assinatura.
    Recentemente levei um susto ao abrir meu computador li a nota de falecimento e como não prestei atenção julguei ser o Sr. Felizmente estava enganado.
    Desejo-lhe muita saúde.

    • Paulo Brites

      Caro Marcondes
      Quanto a Nota de Faleicmento, a tecnologia ainda não permite que eu envie um post depois de morto rsrsrs e felizmente, digo eu também, você estava enganado.
      Eu não tenho medo da morte, só tenho medo de morrer. Morte é um substativo e portanto, não pratica nenhuma ação. Já, “morrer” é verbo e ai o bicho pega.
      Quanta a Revista em papel creio que seja totalmente inviável que volte a ocorrer.

      Abraços e até sempre!

  2. cicero alvares da silva

    muito bom professor parabens continue assim dando aula para os novos e para os veteranos tambem um abraço e ate sempre.

    • Paulo Brites

      Semmpre temos que aprender alguma coisa.
      Quem pensa que já sabe tudo talvez não saiba nada.
      Todo dia aprendo um pouco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *