search
top

Conheça o easyEDA

Conheça o easyEDA- Parte I

Conheça o easyEDA, uma ferramenta online para desenhar esquemas e PCB para seus projetos.

Este é um guest post a cargo de João Alexandre da Silveira autor do e-book Experimentos com Arduino.

Nada de instalar mais um programa no seu PC. O easyEDA roda em qualquer navegador de Internet e você pode salvar e imprimir seus arquivos. Ah! Já ia me esquecendo: é 0800 e quase tudo está em português, então conheça o easyEDA e seja feliz!.

Diamantes são eternos, TL431 também.

Diamantes são eternos, TL431 também.

Neste mundo da tecnologia que vai tornando os produtos descartáveis a cada minuto, alguns circuitos integrados, como o TL431, que é o foco deste post, me fazem lembrar o filme de 1971, “Diamantes são eternos”, do espião mais famoso do mundo, com o James Bond “original”, Sean Connery, protagonizando a genial criação de Ian Fleming.

Programador de reguladores de tensão e corrente

Programador de reguladores de tensão e corrente

Pesquisando na Internet sobre o Zener programável 431 acabei caindo num site da Turquia onde encontrei este excelente programador de reguladores de tensão e corrente que passo a divulgar para os leitores.

Trata-se de um executável que você instala no seu PC e permite calcular os resistores de polarização dos seguintes reguladores de tensão num piscar de olhos:

LM317 – LM150 – LM350  (Regulador de Tensão)

LM317 – LM150 – LM350  (Regulador de Corrente)

L200 (Regulador de tensão e corrente)

TL431 (Zener programável)

TL431 com LM317

M5237-3 (Regulador ajustável de 3 terminais)

78XX  (família de regulador de tensão)

Gostou? Então CLIQUE AQUI e você será redirecionado para a página onde poderá baixar o arquivo zipado do executável.

Lá você irá se deparar com uma tela como a mostrada na figura abaixo.

Programador de reguladores de tensão

Programador de reguladores de tensão

Não se assuste com a escrita estranha, baixe o arquivo e use (sem moderação).

Em princípio pode dar um medindo por tratar-se de um executável, mas eu testei e estou vivo até agora (e o computador também)!

Espero que gostem,  curtam a minha “descoberta” e compartilhe com os amigos (e inimigos também).

Ah! O artigo sobre o 431 está no forno, talvez ainda saia este final de semana. Fique de olho.

E-book Eletrônica para Estudantes, Hobistas & Inventores

E-book Eletrônica para Estudantes, Hobistas & Inventores

Gato RMS

Gato RMS

Um bichano que não era “true” se escondeu no meu post Você sabe qual a diferença entre valor RMS e True RMS?

Estava de “cabeça para baixo”, lá na fórmula do fator de forma.

Mas foi caçado pelo atento leitor Cleisson. Quem leu o artigo e não viu pode ir lá de novo que a fórmula já foi corrigida.

É isso aí Cleisson, sempre alerta.

Fórmula CORRETA do Fator de Forma

Fórmula CORRETA do Fator de Forma

Ressuscitando o Circuito de Saída Horizontal

Ressuscitando o Circuito de Deflexão Horizontal

O vinil voltou, as fitas cassete estão voltando (quem diria), então por que o circuito de deflexão horizontal não pode voltar?

O componente clássico do circuito de deflexão horizontal é uma peça conhecida com fly back que, desde sempre, deu muita dor de cabeça aos técnicos reparadores de tv.

Este é um daqueles casos em que uma palavra ou marca fica associada a um conceito como, por exemplo, Xerox que virou sinônimo de cópia.

A maioria das fontes chaveadas usadas em circuitos eletrônicos comercias operam sob o princípio do fly back que não deve ser confundido aqui com a “peça” que gera a alta tensão para os tubos (CRT) dos televisores.

Revirando o “meu baú” encontrei o arquivo de um livro escrito por mim em 2002 (isso mesmo!) e que fez muito sucesso na época: Fly Backs & Circuitos de Deflexão Horizontal onde não trato apenas da peça mas também de conceitos importantes.

A edição de 2002 se esgotou faz tempo e hoje não faz mais sentido editar livros em papel.

Pensando nisso resolvi transformar essa raridade num e-book e colocar a venda por um precinho simbólico – apenas R$ 6,99 (não é sete pra não parecer conta de mentiroso!).

Ainda existe muita gente consertando televisor de tubo por este mundo a fora e este livro pode ser útil e ajudar a esclarecer dúvidas.

E quem está chegando agora na eletrônica irá encontrar muitas informações importantes que podem ser usadas para se entender o funcionamento de fontes chaveadas e suas mazelas. Dá uma olhada no índice clicando aqui.

Fly Backs & Circuitos de Deflexão Horizontal

Fly Backs & Circuitos de Deflexão Horizontal

 

Qual chuveiro esquenta mais a água?

Qual chuveiro esquenta mais a água?

A polêmica, qual chuveiro esquenta mais a água, de acordo com a figura ao lado, foi proposta recentemente por Donizete Silva no grupo Universo da Eletricidade no facebook.

Muita coisa foi dita por lá e achei que merecia um post sobre o assunto.

Multímetro analógico SH-105

Multímetro analógico SH-105

O objetivo deste post é ajudar àqueles que possuem uma raridade como o multímetro analógico SH-105 fabricado pela japonesa Shimizu.

Resistores: trabalhando com código de cores

Resistores: trabalhando com código de cores

Todo estudante de eletrônica já deve ter sido apresentado a uma tabela de código de cores de resistores e deveria saber de cor.

Felizmente esta tabela é universal e vale dizer que na eletrônica ela não é usada apenas usada para resistores (encontramos também, às vezes, na marcação da tensão de diodos Zener).

Análise da fonte do mini system Philips NTRX-500 Parte I

Análise a fonte do mini system Philips NTRX 500  Parte I

Outro dia me fizeram um questionamento sobre uma chave “estranha” que aparece na fonte do Philips NTRX-500 que é um mini system bastante vendido no final de 2015 e que eu diria, em uma comparação com aquele CD de músicas para churrasco, que ele poderia ser chamado de “som para churrasco” (literalmente), mas … tem gosto pra tudo!

Testando transistores digitais

Testando transistores digitais

No post anterior “Transistores digitais, como testá-los” eu tratei destes “seres” e chamei atenção de que o teste deles se n se realizado da forma convencional, quer seja com o multímetro digital ou analógico pode levar a conclusões “inconclusivas”.

« Previous Entries Next Entries »

top