search
top

Gato Analógico – Sanwa 320X

Caçando gatosNo post “A bateria de 22,5V – A solução definitiva publicado em 23/01/2015 eu citei que a corrente do galvanômetro era de 25µA.

Na época o atento leitor Celso Alvarez me chamou a atenção de que o valor correto era 20 e não 25µA como eu escrevi e eu acabei esquecendo de revisar a artigo. Não sei porque botei na cabeça que o valor era 25 desde sempre.

Muito bem, eis que o Celso me mandou um e-mail hoje com algumas considerações interessantes que passo a reproduzir na integra logo abaixo e que podem ser úteis para a confraria dos “amantes” do 320X e mais uma vez agradeço ao Celso por mais esta contribuição.

“Oi Paulo Brites,

Como eu estava consertando e fazendo ajustes nos meus Sanwa 320-X, registrei parâmetros do galvanômetro e tirei a nossa dúvida que eu levantei.

De fato, existiram algumas séries do Sanwa 320X, pelo menos umas três.

Porém, um detalhe: a corrente do galvanômetro é SEMPRE da ordem de 20µA, e nunca 25µA. Pode corrigir sem medo o post da bateria de 22,5V…

Veja os dados que levantei:

Equipamento 1:

Type: não informada.

           Este modelo utiliza 3 trimpots.

V fundo de escala: 31,4mV

i fundo de escala: 20µA

R bobina: 1817ohms (bobina)*

     Este é o único tipo que utiliza um shunt paralelo ao galvanômetro de 10K (valor real 9,78K), que faz com que a resistência da bobina seja 1570R com este resistor.

Equipamento 2:

Type: X3-1

Este modelo utiliza 2 trimpots e não usa shunt paralelo ao galvanômetro.

V fundo de escala: 31,4mV

i fundo de escala: 20,3 µA (esta variação de 0,3uA na prática é desprezível)

R bobina: 1476 Ohms

Equipamento 3:

Type: X3-1

Este modelo utiliza 2 trimpots e não usa shunt paralelo ao galvanômetro.

V fundo de escala: 40mV

i fundo de escala: 20 µA

R bobina: 2000 Ohms

Existe ainda outro modelo que não possui trimpots, creio que seja o mais antigo. Este não avaliei.

Grande abraço,

Celso.”

 

Técnico em eletrônica formado em 1968 pela Escola Técnica de Ciências Eletrônicas, professor de matemática formado pela UFF/CEDERJ com especialização em física. Atualmente aposentado atuando como técnico free lance em restauração de aparelhos antigos, escrevendo e-books e artigos técnicos e dando aula particular de matemática e física.

banner ad

6 Responses to “Gato Analógico – Sanwa 320X”

  1. James Nassif disse:

    Bom dia grande professor Paulo Brites. Já tive o prazer de assistir suas aulas aqui na cidade de Feira de Santana – Bahia, por sinal muito valiosas e proveitosas. Solicito do grande mestre, aonde conseguir o esquema do multímetro analógico SANWA 320X-B. Fico muito grato.
    Atenciosamente,
    James Nassif

    • paulobrites disse:

      Olá James
      Bons tempos aqueles
      Estou te mandando m=por e-mail um esquema Não sei se vai servir forma feitas varia versões do 320X
      Abraços

  2. Gostaria de saber o codigo não sei se é transistor ou duplo diodo, que existe no Sanwas 320X, sei que tem três pernas o componente, sabe me dizer o código do mesmo? Obrigado. Meu e-mail: oscarhmartins@uol.com.br

    • paulobrites disse:

      Caro Oscar
      O componente a que você se refere são dois diodos utilizados para fazer uma retificação de onda completa para medir tensões alternadas Segundo o manual da Sanwa é um diodo de óxido de cobre RF-20 Acredito que 1N4007 pode funcionar, talvez apresentando um erro de leitura por causa da barreira de potencial Tem que experimentar e ver o qua acontece. Não creio se consiga comprar estes diodos atualmente (Copper Oxide rectifier RF20 type)

  3. Caro Paulo Brites.

    Com grande surpresa que encontrei seu ” BROG ” na internet.
    Leitor da revista Antenna, Eletrônica Popular desde os idos
    1954. na época com 14 aninhos, residia na cidade de Botelhos, Minas Gerais. Mal chegava da escola primária, já
    corria para a oficina do Sr Lindolfo, como aprendiz de eletrônica.
    Os tempos passaram…Trabalhei na General Motors, Willys e Ford do do Brasil, sempre na área de Eletrônica Industrial e Automação. Aposentei em 1995 por tempo de serviço e nunca mais
    voltei a trabalhar como contratado. nesse período de trabalho acabei indo parar no Japão onde fiz estágios em Robótica Industrial e comandos CLP. Bem ai está um breve relato da minha vida profissional, porém o motivo principal desta é parabeniza-lo pelos excelentes artigos de sua autoria postados na revista Antenna/Eletrônica Popular. Lia seus comentários e dicas sempre muito interessantes! Principalmente dos tempos das transcodificações dos antigos vídeos cassetes NTSC importados.
    Fiquei muito feliz em saber que está em plena forma e com saúde.

    Um fraterno abraço de J. Edison / PY2NE

    http://www.py2ne.com

    Praia Grande – São Paulo.

    • paulobrites disse:

      Cara Edison
      É com grande satisfação que recebo seu comentário. Pois é, me “aposentaram” mas eu continuo na batalha, não parei de pensar. Digo que agora eu sou como politico que posso receber um dinheinho (menor que o deles) sem ter que trabalhar. Tenho me dedicado a escrever que é uma coisa que gosto muito e tentar transformar coisas aparentemente difíceis de entender em coisas fáceis como realmente são (porque tem gente que gosta de complicar para se valorizar).
      Um grande abraõ e até sempre.

Deixe seu comentário

top