search
top

Fonte de alimentação para hobistas

Fonte de alimentação para hobistas

Um equipamento indispensável na “bancada” (que pode a ser mesa da cozinha) de um hobista é uma fonte de alimentação.

Navegando na Internet encontramos uma infinidade de projetos de fontes de alimentação para hobistas, desde os muito “humildes” até os muito sofisticados com padrão “primeiro mundo” (que não é o nosso caso no momento).

Os mais abastados podem comprar uma fonte pronta, mas nestes tempos de crise (nunca vistos na história deste país) uma opção é apelar para o DIY (do it your self – faça você mesmo) e se possível catando peças na boa e velha sucata.

A fonte que vou apresentar é um guest post do meu amigo João Alexandre da Silveira, o Alex, meu companheiro (não sei porque não gosto desta palavra, melhor dizer parceiro) dos tempos de Embratel e das páginas da saudosa “mamãe” Antenna que pode atender muito aos hobistas, principalmente a turma do Arduíno.

Fonte de alimentação para hobistas

Fonte de alimentação para hobistas

circuito da fonte do Alex

Todo o projeto está em pdf e para abri-lo é só clicar aqui.

Uma fonte de alimentação para hobistas, em princípio, precisa ter apenas algumas tensões básicas, a saber, 5, 6, 9, 12 e 15V e uma corrente de 1A atende a maioria dos projetos iniciais.

Gostei da ideia do Alex de colocar uma chave seletora para as tensões e vejo nisto duas vantagens em relação ao uso de um potenciômetro.

Se usarmos um potenciômetro em lugar da chave seletora precisaremos de um voltímetro para poder monitorar a tensão durante o ajuste da tensão desejada.

A outra vantagem da chave é não correr o risco de esbarrar no potenciômetro e aumentar a tensão sem querer.

Outra ideia interessante foi acrescentar um LED vermelho para indicar que “deu ruim”, ou seja, o usuário provocou um curto na saída e está fazendo o LM317 ficar “muito nervoso” e aquecendo demais. Embora o CI tenha proteção interna para “vacilos” não custa dar uma mãozinha. Para os mais distraídos sugiro colocar também um pequeno buzzer que soará junto com acendimento do LED, assim não tem desculpe de que “não viu”.

Como a fonte tem poucos componentes o projeto pode ser montado numa placa padronizada e o Alex dá todas as dicas de como fazer.

Pode montar sem medo de ser feliz porque o projeto funciona.

Dúvidas, se surgirem, é só postar nos comentários que a gente responde.

 

Técnico em eletrônica formado em 1968 pela Escola Técnica de Ciências Eletrônicas, professor de matemática formado pela UFF/CEDERJ com especialização em física. Atualmente aposentado atuando como técnico free lance em restauração de aparelhos antigos, escrevendo e-books e artigos técnicos e dando aula particular de matemática e física.

banner ad

2 Responses to “Fonte de alimentação para hobistas”

  1. Nikola Nobre disse:

    Como aumentar para uma corrente de 3A? Que componentes têm que ser alterados, além, é óbvio, do transformador?

    • paulobrites disse:

      Basicamente teria que usar um transistor de potência como 2N3055 sendo excitado pelo LM317
      Assim que tiver um tempinho vou publicar um update.
      Abraços

Deixe seu comentário

top