Flip flops: Teoria e Prática

Baú do BritesO post “Flip flops: Teoria e Prática” foi publicado por mim em junho de 1980, portanto há 34 anos, na Revista Antenna. Tem tudo a ver com a série sobre eletrônica digital que venho apresentando aqui no site.

Faz parte do meu projeto Baú do Brites e antes que alguém diga que isto é velharia lembro que as Leis de Newton foram publicadas em 1687 e são usadas até hoje. Os conceitos fundamentais jamais deixam de estar presentes e formam a base da tecnologia moderna, por isso resolvi republicar ‘Flip flops: Teoria e Prática”.

Recomendo a leitura do post àqueles que querem aprender eletrônica digital bem como realize as práticas sugeridas.

Vou contar um segredinho para vocês: foi assim que eu aprendi, lendo a teoria, praticando e escrevendo sobre o assunto.

Agora chega de lero-lero e vamos de “volta para o futuro!” – Junho de 1980.

Uma dica para ler os artigos

 Clicando no último ícone do canto superior direito o arquivo abrirá em outra janela e você poderá ampliá-lo, imprimi-lo ou compartilhá-lo, pois está no Google docs.

Técnico em eletrônica formado em 1968 pela Escola Técnica de Ciências Eletrônicas, professor de matemática formado pela UFF/CEDERJ com especialização em física. Atualmente aposentado atuando como técnico free lance em restauração de aparelhos antigos, escrevendo e-books e artigos técnicos e dando aula particular de matemática e física.

Deixe seu comentário

  1. professor ótimo trabalho!
    minha nossa como eu estou na eletrônica de manutenção a 20 anos e desconhecia tudo isso, sempre trabalhei com eletrônica consertando aparelhos tvs videos cassetes aparelhos e som o famoso “troca peças” e quando funciona o aparelho nossa que alívio… más de uns dois anos para cá tenho uma paixão por conhecer a teoria e desvendar as entranhas de uma aparelho eletrõnico meu maior desafio hoje são as novas tecnologias que são “antigas” como a eletrônica digital presente nas tvs lcd e led pelo curso de eletrônica digital poderemos compreender um pouco mais!!!
    fora as famílas TTL CMOS já existem cis e outras famílias de cis digitais?

    • Pois é Carlos, mas não fique triste pois você não é o único no Brasil e quem sabe no mundo.
      As pessoas v]ao aprendendo a fazer as coisas no tapa e como você mesmo disse “é um alívio”.
      Você está no caminho certo tentando recuperar o tempo perdido.

      Quanto as famílias lógicas TTL e CMOS são as básicas, mas os avanços da tecnologia foram incorporando algumas inovações a elas. Breve escreverei algo sobre isto.

      Aguarde.