search
top
Currently Browsing: matemática

Mãe é mãe, todos dias, todas as horas, eternamente mãe

Hoje não é dia de falar de eletrônica, é dia de falar de mãe e não mãe digital, mas da mãe analógica!

Costumo dizer que tem três coisas na vida que se pretendermos fazer ou se a vida nos empurrar para que façamos, mesmo que não tenha sido uma escolha voluntária, teremos que fazer bem feito e sem restrições: ser professor, ser pai e ser MÃE.

Escolhi este texto, entre tantos outros, para homenagear as mães porque para mim ele diz tudo que se pode dizer das nossas mães.

Quem disser que nunca fez alguma (ou muitas coisas) que autora diz é um grande mentiroso, e lembre-se que sua mãe deve ter lhe ensinado que “mentir é feio!”

A CANÇÃO DE QUALQUER MÃE
(Lya Luft)

Que nossa vida, meus filhos, tecida de encontros e desencontros, como a de todo mundo, tenha por baixo um rio de águas generosas, um entendimento acima das palavras e um afeto além dos gestos – algo que só pode nascer entre nós.

Que quando eu me aproximar, meu filho, você não se encolha nem um milímetro com medo de voltar a ser menino, você que já é um homem.

Que quando eu a olhe, minha filha, você não se sinta criticada ou avaliada, mas simplesmente adorada, como desde o primeiro instante.

Que, quando se lembrarem de sua infância, não recordem os dias difíceis (vocês nem sabiam), o trabalho cansativo, a saúde não tão boa, o casamento numa pequena ou grande crise, os nervos à flor da pele – aqueles dias em que, até hoje arrependida, dei um tapa que ainda agora dói em mim, ou disse uma palavra injusta. 
Lembrem-se dos deliciosos momentos em família, das risadas, das histórias na hora de dormir, do bolo que embatumou, mas que vocês, pequenos, comeram dizendo que estava maravilhoso.

Que pensando em sua adolescência não recordem minhas distrações, minhas imperfeições e impropriedades, mas as caminhadas pela praia, o sorvete na esquina, a lição de casa na mesa de jantar, a sensação de aconchego, sentados na sala cada um com sua ocupação.

Que quando precisarem de mim, meus filhos, vocês nunca hesitem em chamar: mãe!

Seja para prender um botão de camisa, ficar com uma criança, segurar a mão, tentar fazer baixar a febre, socorrer com qualquer tipo de recurso, ou apenas escutar alguma queixa ou preocupação.

Não é preciso constrangerem-se de ser filhos querendo mãe, só porque vocês também já estão grisalhos, ou com filhos crescidos, com suas alegrias e dores, como eu tenho e tive as minhas.

Que, independendo da hora e do lugar, a gente se sinta bem pensando no outro. 
Que essa consciência faça expandir-se a vida e o coração, na certeza de que aquela pessoa, seja onde for, vai saber entender; o que não entender vai absorver; e o que não absorver vai enfeitar e tornar bom.

Que quando nos afastarmos isso seja sem dilaceramento, ainda que com passageira tristeza, porque todos devem seguir seu caminho, mesmo que isso signifique alguma distância: e que todo reencontro seja de grandes abraços e boas risadas. 
Esse é um tipo de amor que independe de presença e tempo.

Que quando estivermos juntos vocês encarem com algum bom humor e muita naturalidade se houver raízes grisalhas no meu cabelo, se eu começar a repetir histórias, e se tantas vezes só de olhar para vocês meus olhos se encherem de lágrimas: serão apenas de alegria porque vocês estão aí.

Que quando pareço mais cansada vocês não tenham receio de que eu precise de mais ajuda do que vocês podem me dar: provavelmente não precisarei de mais apoio do que do seu carinho, da sua atenção natural e jamais forçada. 
E, se precisar de mais que isso, não se culpem se por vezes for difícil, ou trabalhoso ou tedioso, se lhes causar susto ou dor: as coisas são assim.

Que, se um dia eu começar a me confundir, esse eventual efeito de um longo tempo de vida não os assuste: tentem entrar no meu novo mundo, sem drama nem culpa, mesmo quando se impacientarem. Toda a transformação do nascimento à morte é um dom da natureza, e uma forma de crescimento.

Que em qualquer momento, meus filhos, sendo eu qualquer mãe, de qualquer raça, credo, idade ou instrução, vocês possam perceber em mim, ainda que numa cintilação breve, a inapagável sensação de quando vocês foram colocados pela primeira vez nos meus braços: misto de susto, plenitude e ternura, maior e mais importante do que todas as glórias da arte e da ciência, mais sério do que as tentativas dos filósofos de explicar os enigmas da existência.

A sensação que vinha do seu cheiro, da sua pele, de seu rostinho, e da consciência de que ali havia, a partir de mim e desse amor, uma nova pessoa, com seu destino e sua vida, nesta bela e complicada terra.

E assim sendo, meus filhos, vocês terão sempre me dado muito mais do que esperei ou mereci ou imaginei ter.

Considerações sobre o post Como resolver circuito série com lâmpadas em 30 segundos

Considerações sobre o post Como resolver circuito série com lâmpadas em 30 segundos

  • POTÊNCIAS EM UM CIRCUITO SÉRIE PURAMENTE RESISTIVO

Em resposta ao leitor Wladslaw sobre o post Como resolver circuito série com lâmpadas em 30 segundos.

Suponhamos um circuito série com dois resistires cujas resistências são R1 e R2.

O circuito está alimentado por uma tensão E, que pouco importa se é DC ou AC porque a carga é puramente resistiva.

Temos RTOTAL = R1 + R2.

A corrente no circuito é I = E/(R1 + R2)

A potência total dissipada é

      PTOTAL = I2 x (R1 + R2) = ( E2 / (R1 + R2)2 ) x (R1 + R2)  

      PTOTAL = E2 / (R1 + R2)

Por outro lado a potência dissipada em R1 que chamarei de P1 é

    P1 = I2 x R1   e a potência em R2 será  P2 = I2 x R2

Somemos P1 + P2 = (I2 x R1) + (I2 x R2) = I2 (R1 + R2)

               P1 + P2 = (E2 / (R1 + R2)2) x (R1 + R2)

               P1 + P2 = E2 / (R1 + R2)

Logo PTOTAL = P1 + P2, ou seja, as potências em série também se somam.

Agora vamos ao problema do post anterior

Resistência “a quente” da lâmpada de 60W

R60 = E2/P60 = 1202 / 60 = 240ohms

Resistência “a quente” da lâmpada de 100W

R100 = E2/P100 = 1202 / 100 = 144ohms

Resistência total RTOTAL = 384ohms

Aqui há um erro na construção da questão, pois as resistências irão mudar de valor o que ocasionará um valor medido diferente do calculado.

Considerando que as resistências das lâmpada não tenham seus valores alterados, então temos Itotal = (120/384)A

A tensão na lâmpada de 100W será E100 = (120/384) 144 = 45V

E aqui estamos de acordo que a opção correta é letra C e, não a letra D como eu havia publicado. Já corrigi no post anterior

A legendas na figura realmente estavam  trocadas. Já corrigi.

Vamos resolver agora pelo método das razões e proporções e teremos  120 / 384 = V100/144 que nos dá V100 = 45V.

E por que deu errado no texto que eu publiquei anteriormente (já apaguei o que estava errado)?

Simples. A proporcionalidade tem que ser feita entre tensão e resistência e não entre tensão e potência como eu havia feito

A potência é o resultado de uma multiplicação entre duas grandezas diferentemente da resistência que é uma grandeza única.

Já providenciei as correções no texto.

Acho que houve um grande “lucro” final, por que o meu erro propiciou um debate graças a sua atenta observação.

Isso é que importante.

Quanto a diferença nos valores medidos há ainda outra questão a considerar além da apontada e por isso, eu digo que a questão contém certa inconsistência, ou seja, quando as lâmpadas estão em série as suas resistências não serão mais as calculadas.

No caso prático a tensão aplicada não é de 120V e sim de 127V e, portanto as resistências das lâmpadas serão mais diferentes ainda do que as resistências “teóricas”.

Como resolver circuito série com lâmpadas em 30 segundos

Como resolver circuito série com lâmpadas em 30 segundos

Recentemente eu coloquei no grupo do facebook Universo da Eletricidade uma questão sobre circuito série com lâmpadas mostrada na fig.1.

Esta questão caiu numa prova da Petrobras em 2010 para o cargo de técnico de manutenção junior – área elétrica.

Leis de Kirchhoff e Sistemas de Equações Lineares

Leis de Kirchhoff e Sistemas de Equações Lineares

Malha resistiva

Malha resistiva

Um dos tópicos de eletricidade que costuma causar pânico aos estudantes e que, quase sempre, aparece nas provas de concursos, são os circuitos elétricos envolvendo resistores e fontes de tensão como o da figura ao lado.

O que todas as pessoas precisam saber sobre matemática e unidades de medidas

O que todas as pessoas precisam saber sobre matemática e unidades de medidas

Se você é meu seguidor há algum tempo não irá se assustar com o título “O que todas as pessoas precisam saber sobre matemática e unidades de medidas”, num blog sobre eletrônica, pois já sabe que eu estou sempre procurando mostrar a ligação entre todas as coisas do Universo.

Logaritmos e eletrônica – Parte II

Logaritmos e eletrônica

Parte II

Na primeira parte do post logaritmos e eletrônica deixei por sua conta completar a escala logarítmica com os valores que estavam faltando, a saber, 3, 5, 6, 7 e 9 e sugeri que usasse a tabela III que aqui repito.

Clique AQUI para continua a ler.

Fazendo contas de cabeça

Fazendo contas de cabeça

Portugues fazendo contaA matemática é uma das disciplinas, que a civilização nos põe como obrigatória de ser estudada, que aparece quase como unanimidade, entre os estudantes, como uma das mais difíceis.

Ela parece estar no rol daquelas coisas que se ama ou se odeia. Na melhor das hipóteses, se suporta porque não tem outro jeito.

Eu particularmente nunca tive grandes problemas com ela e em particular “fazendo contas de cabeça” até hoje.

Sempre que digo que (entre outras coisas) sou professor de matemática, escuto um sonoro “chiiiiiiiiiiiiii”.

Logaritmos e eletrônica

Logaritmos e eletrônica

Parte I

Se o título, logaritmos e eletrônica, deixou você curioso ou confuso, era isto que eu queria aliás, não são só os logaritmos e a eletrônica que estão conectados, a música, os juros, os terremotos e muitas outras “coisas”

Leia até o fim e você chegará a uma conclusão interessante: tudo no mundo está conectado de alguma forma e o elo desta conexão é a matemática.

Como eu sempre repito, Galileu dizia “a matemática é a linguagem que Deus usou para descrever o Universo”.

Robótica, Educação maker, STEM

Robótica, Educação maker, Educação STEM

            Einstein                           

Quem tem filhos na escola ou está procurando uma para eles certamente vai ouvir de seus diretores ou da equipe pedagógica, que a escola oferece aulas de robótica, educação maker ou educação STEM.

Considerações práticas sobre Correção do Fator de Potência

Considerações práticas sobre Correção do Fator de Potência

De uns tempos para cá a correção do fator de potência ficou em evidência e virou a “fórmula mágica” para diminuir o valor da “conta de luz” que passou a tirar o sono das pessoas por causa do tarifaço pós-reeleição.

« Previous Entries

top