search
top

Watts RMS, um erro conceitual

Se há uma coisa que me incomoda é a imprecisão na conceituação de um parâmetro ou uma definição mal feita.

Quem acompanha os meus escritos desde a saudosa Revista Antenna lá pelos idos de 1978 quando inicie como “escritor” e  mais tarde no Jornal Ícone  já deve ter percebido esta minha obsessão.
 
Não tenho dúvidas que fui influenciado por alguns de meus grandes mestres lá na Escola Técnica de Ciências Eletrônicas do Ibratel.  Dentre eles meus principais gurus foram Paulo Mendes, Paulo Batista de Oliveira (PBO) e o Prof. França.
 
Mais tarde, a formação em matemática também teve papel decisivo nessa preocupação em expressar as coisas corretamente.
 
Somado a tudo isso, vem a idade. Com o tempo o ouvido fica mais intolerante para escutar bobagens.
 
Uma das maneiras usuais de se especificar a potência de um amplificador ou transmissor é em watts RMS e como veremos ao longo deste post esta “unidade” de medida não existe e portanto, é um erro conceitual.
 
Como se não bastassem os tais watts RMS, no áudio, em particular, é comum usar-se também uma “unidade” conhecida como PMPO que na verdade não significa nada e sobre o qual nos pronunciaremos mais adiante.

Você sabe qual a diferença entre valor RMS e True RMS?

Você sabe qual a diferença entre valor RMS e True RMS?

Para entender qual a diferença entre valor RMS e True RMS parece óbvio que é preciso que você entenda primeiro o que é valor RMS.

O termo “true” significa verdadeiro, então será existe um RMS de mentirinha e outro “verdadeiro”, é isso?

Revisitando o oscilador senoidal de 1kHz

Revisitando o oscilador senoidal de 1kHz

Em novembro de 2014 eu escrevi um post que tratava da construção de um oscilador senoidal de 1kHz bem simples  com base no princípio do desvio de fase.

De lá pra cá, volta e meia, recebo perguntas e comentários sobre este modesto projeto e por isso, estou revisitando o oscilador senoidal de 1kHz.

Por que usar linha de 70 volts?

Por que usar linha de 70 volts?

Objetivo deste artigo é discorrer um pouco sobre sistemas de sonorização e explicar o que é e porque usar linha de 70V, também conhecida como “tensão constante”.

Imagine que você é chamado para instalar nove alto falantes, por exemplo, em uma pequena loja ou escritório.  Certamente você não irá colocar todos em paralelo porque a impedância final cairia para menos de um ohm o que acarretaria a queima do amplificador em pouco tempo.

Pensa daqui, pensa dali e você resolve usar a configuração da fig.1.

FIG.1 - Distribuição de alto falantes

FIG.1 – Distribuição de alto falantes

Considerações práticas sobre Correção do Fator de Potência

Considerações práticas sobre Correção do Fator de Potência

De uns tempos para cá a correção do fator de potência ficou em evidência e virou a “fórmula mágica” para diminuir o valor da “conta de luz” que passou a tirar o sono das pessoas por causa do tarifaço pós-reeleição.

Estabilizadores de tensão ou seletores de voltagem?

Estabilizadores de tensão ou seletores de voltagem?

Resolvi reescrever sobre a utilidade, ou melhor, a inutilidade dos “estabilizadores de tensão” porque estão sempre me perguntando sobre este assunto e tenho que ficar repetindo a mesma ladainha, assim daqui pra frente basta sugerir a leitura deste artigo aqui no site e estamos conversados. 

top